nossa história

13 set nossa história

Nascemos e crescemos numa cidade onde a hospitalidade faz parte da sua história e o dendê corre na veia de seus conterrâneos: Salvador, Bahia.

Nossas famílias vêm de uma classe média que batalhou muito e venceu na vida. Com muito esforço, nossos pais nos deram algo valioso, rico! Uma educação inundada de valores, uma casa digna, o feijão e arroz de todo dia e uma estrutura familiar que nos formou como pessoas do bem e cidadãos conscientes.

Trabalhávamos na mesma empresa e nos conhecemos em mar/2011, num treinamento organizacional. A comunicativa canceriana conheceu o virginiano e reservado engenheiro ao ver seu crachá colocado ao lado do dele na mesa. Uma amizade logo nasceu e não demorou muito para ela ficar mais colorida que arco-íris.

Em fevereiro/2012 estávamos noivos. Faça as contas e perceba que nos entregamos de corpo e alma um pro outro, numa intensidade sem fim. Nessa época, já sabíamos de possíveis oportunidades profissionais fora de Salvador e estávamos bem receptivos à ideia, desde que estivéssemos juntos e inseparáveis. Aquele amor louco, tipo Vicky Cristina Barcelona.

Quatro meses depois do noivado, estávamos morando em Nova Friburgo – região serrana do Rio de Janeiro. Samir havia sido convidado a assumir um novo desafio pela empresa e resolvemos iniciar essa nova fase morando juntos.

Eu tentei identificar uma oportunidade no Rio, mas naquele momento não havia nada à vista.

Talvez essa tenha sido a nossa 1ª ação de desapego. Saímos do conforto da casa de nossos pais, do aconchego da família, nos despedimos dos amigos com o coração bem apertado e demos adeus  a nossa acolhedora cidade natal, pois sabíamos que para lá não voltaríamos tão cedo.

E partimos.

Em junho/2012, já estávamos vivendo juntos nessa cidadezinha interiorana, onde as pessoas nos chamavam por apelidos carinhosos, morávamos num condomínio com prédios de 3 andares com o estilo da arquitetura alemã, cercado de verde e, de quebra, que nos presenteava com o canto dos pássaros todas as manhãs.

Fazíamos quase tudo a pé, tínhamos uma vida simples e infinitamente leve.  

Três meses se passaram, eu cheguei a realizar um trabalho de marketing para um empresário da região, levantando uma boa grana e em setembro/2012 a empresa voltou a dar notícias e me convidou a assumir um desafio no RJ. Arrumei as malas e fui! Samir na serra, eu na costa. E a vida a dois acontecia nos finais de semana.

Em janeiro de 2014, Samir migrou para um novo programa na Cidade Maravilhosa. Agora, bem perto de mim. Trabalhávamos no mesmo projeto: ele na obra, eu no escritório.

Alugamos um apartamento à 5min do trabalho, mas o deslocamento era de carro. Coisas da Barra da Tijuca.

Durante 2 anos e meio essa vida agitada no Rio nos trouxe muitas alegrias. Estávamos ganhando bons salários, podíamos dar uma corrida na Lagoa Rodrigo de Freitas todo domingo e tínhamos, vez ou outra, o prazer de conhecer lugares incríveis.

A rotina, entretanto, nos dava pouco tempo livre para cuidar do nosso equilíbrio interior. Estávamos acelerados demais.

Sabe aquela famosa frase “as pessoas gastam o dinheiro que não têm para comprar coisas que não precisam e impressionar quem nem conhecem” ? Era mais ou menos isso, mas no nosso caso se tratava de tempo. Gastávamos todas as nossas energias com tudo, menos com as nossas prioridades.

E então, ao final de 2013, começamos a fazer uma reflexão mais profunda. A dar vez ao nosso interior, entender o que nos move, instigar e dar liberdade aos mais primitivos instintos. Conseguimos então, naquele momento, alinhar as nossas expectativas de vida e refletir sobre nosso passado, presente e futuro.

Aí o nosso antigo sonho de rodar o mundo povoou de vez nossos corações e finalmente em maio/2015 compramos a passagem rumo a Sidney – Austrália.

Se identificou com a nossa história? Nos acompanhe nas redes sociais e escreva pra gente!

Um abraço,

Bruna e Samir

6 Comments
  • Roberto Longman
    Posted at 20:13h, 16 setembro Responder

    Isso ai Filhos!!

    Estou torcendo muito e mandando muita energia positiva para vcs!

    Beijão nos dois.

    • Bruna Varjao
      Posted at 10:33h, 17 setembro Responder

      Você é 10, Ró. Valeu! Beijão!

  • Regina
    Posted at 14:39h, 19 setembro Responder

    Bruna, Que delícia!!! Que idéia genial, vou me inspirar em vcs para ter essa mesma coragem!! Que vcs sejam muito felizes e que maravilha ter tanta sabedoria no idade mais linda da vida!!!! bi grande!

    • Bruna Varjao
      Posted at 14:13h, 20 setembro Responder

      Regi, se inspire e embarque numa dessa, minha querida. Não temos dúvidas que colheremos muitos, muitos e muitos frutos. Obrigada pela mensagem! Um beijo!

  • ray bans sunglasses
    Posted at 14:59h, 19 outubro Responder

    Hello, I enjoy reading all of your article. I like to write a little comment to support you.

  • Michele Deiró
    Posted at 05:09h, 10 maio Responder

    Oi Bruna e Samir, sou Michele Deiró (irmã de Alexandre Deiró um de seus seguidores e que me apresentou a vocês!). Sou fonoaudióloga, moro em Salvador e estou em Manaus ( aqui são 01h da madrugada +/-) de férias visitando meus pais e meus irmãos (que são baianos e moram aqui!) Noooooooooossa que história de vcs que inspira VIDA e CORAGEM!!! Sabe aquela frase: ¨Minha gente… tá tudo errado… para onde? Quero descer!” Faz como para eu descer desse mundo que vivo e ir para o mundo de vocês que é muito mais feliz?? Eu mesmo começo a resposta: Coragem! kkkkkkkkkkkk Tenho uma familia linda, um emprego estável, e uma carreira em crescimento (trabalho/estudo – mestrado). Mas ando muito conflituosa sobre o que eu ando construindo, sobe a minha rotina diária, e o que verdadeiramente quero e acredito. Um dos meus principais questionamentos é: porque as relações humanas estão tão feias e frágeis? Porque eu tenho que deixar de ser eu mesma em qualquer convívio social para me proteger, porque tenho que deixar de ser “besta” e ser mais esperta e até maliciosa, andando com escudos, como se estivesse numa batalha, pois algumas pessoas se aproveitarão desse meio jeito? Mas p mim… ainda não me convenceram que isso é um defeito delas e não meu! Enfim… Um dia conto mais da minha história p vcs se a gente tiver oportunidade de conversar mais. Estou lendo o livro “O poder do agora” não sei se já leram, ele tem me ajudado a ter algumas reflexões! Estou seguindo vocês nas redes socias!! Continuem assim lindos, tocando nossos corações e fazendo reflexões para mudarmos esse mundo que caminha na rota errada eu acho! Se precisarem de mais um “soldado”, tô ai viu?!! Sou do time de vocês! kkkkkkkkk Beijos!

Post A Comment